Sete anos depois, onde para a fibra ótica?
in

Sete anos depois, onde para a fibra ótica em Ferreira do Zêzere?

Em 2018, Ricardo Fonseca, CEO da Altice afirmava que “até 2020 teremos todo o país coberto com fibra ótica”

Sete anos depois de terem ocorrido as primeiras instalações de fibra ótica no concelho de Ferreira do Zêzere, uma parte substancial da população residente no concelho, ainda está fora desta “bolha”.

Em 2013, a Fibroglobal, empresa responsável pela implementação e exploração de Redes de Nova Geração, vulgo Fibra, em 54 concelhos da zona centro do país e dos Açores, dava a indicação, no que diz respeito à cobertura que “…foram selecionados para o efeito os lugares mais populosos de Ferreira do Zêzere, de forma a assegurar uma cobertura mínima de 50% da população, nos termos do compromisso assumido com o Estado, no âmbito do concurso para Redes de Nova Geração RNG) na Zona Centro.”

Quando a empresa implementou os primeiros acessos por fibra no concelho de Ferreira do Zêzere, afirmou que também disponibilizaria o acesso à sua rede a qualquer outro operador de telecomunicações que viesse a manifestar interesse em oferecer, nos locais cobertos, serviços de telecomunicações sobre fibra ótica.

A realidade não tem mostrado isso e desde então, só a MEO tem chegado à globalidade dos clientes de fibra no concelho de Ferreira do Zêzere, ao contrário do que tem ocorrido em outros concelhos da região.

Em 2018 e segundo Ricardo Fonseca, CEO da Altice, o grupo já tinha levado a fibra ótica a cerca de 4,2 milhões de casas, das 5,9 milhões de casas existentes no país.

Alexandre Fonseca não tinha, por isso, dúvidas de que “vamos ter Portugal no top 3 dos países europeus em termos de cobertura de fibra ótica sobre a população total”.

Em relação ao projeto inicialmente traçado, o CEO da Altice declarou então que “estamos à frente do plano de investimento” porque esse plano, a cinco anos, tinha como objetivo os 5,3 milhões de casas, a concluir em 2020.

Afirmou igual que “hoje (2018), estamos já com 4,2 milhões de casas com fibra ótica; terminaremos o ano já bastante próximo dos 5 milhões de casas”, dando a entender que “esta é uma pedra basilar da estratégia de crescimento em Portugal e também do desenvolvimento económico e social do país”.

Em junho deste ano, Altice Portugal chegou com uma cobertura total de 5,3 milhões de casas que estão em condições de solicitar acessos às redes de fibra ótica da marca Meo, antecipando assim a meta que tinha fixado para o final deste ano, como ainda apresenta um novo objetivo a alcançar nos próximos tempos: expandir, até ao final deste ano, a rede de fibra ótica para mais 500 freguesias.

Ricardo Fonseca, CEO da Altice
Ricardo Fonseca, CEO da Altice

O executivo da Altice recordou assim que, apesar das limitações impostas pela Covid-19, a operadora não parou de trabalhar com vista a alcançar os objetivos definidos, em 2015.

“Temos a perfeita noção da importância que a fibra ótica tem para o desenvolvimento do País e em particular nestes momentos de confinamento”, referiu Alexandre Fonseca, relacionando o sucesso alcançado com o confinamento registado no primeiro semestre com os investimentos que a Altice tem feito nas redes de fibra ótica dos últimos anos, aludindo a alguns locais que serão menos atrativos do ponto de vista comercial por terem reduzidas taxas populacionais ou acessos mais dificultados.

A Altice pretende privilegiar uma estratégia que mais do que a proatividade com vista a alcançar um determinado número de casas prontas para receber fibra ótica, deverá passar a centrar-se nos locais do País que ainda não dispõem desta tecnologia de rede.

A realidade é que os cidadãos ferreirenses navegam de forma desigual, a duas velocidades, resta saber até quando!

Notícia publicada por FerreiradoZezere.net

Blog Informativo do concelho de Ferreira do Zêzere

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Vasco Oliveira assina pelo Estoril Praia

Vasco Oliveira assina pelo Estoril Praia

GNR: Comando Territorial de Santarém tem novo Comandante

GNR: Comando Territorial de Santarém tem novo Comandante